Comparando pincéis Sigma e pincéis Macrilan


Muita gente já deve ter lido em blogs, revistas, etc que o pincel kabuki é o melhor que existe para aplicação de base ou até mesmo bb cream e é verdade? Eu particularmente acho que sim.
Depois que comprei o meu primeiro não consigo usar outro tipo de pincel para fazer a pele (como língua de gato ou duo fiber).
E o que ele tem de mais? A forma e até mesmo a composição dele (geralmente cerdas naturais e sintéticas) faz com que a pele fique mais uniforme e natural independentemente do produto a ser aplicado.

A Sigma lançou vários kabukis de diferentes formas e um dos mais conhecidos e amados é o F80 que é o de topo reto e entre outros. Obviamente a marca não é muito facilmente encontrada no Brasil (apenas com certos revendedores e internet) e também não possui lá um preço que qualquer pessoa possa pagar.
Porém recentemente (se não me engano, um ano) a Macrilan lançou versões bem parecidas com os da marca gringa. Eu tenho ambos e vou mostrar a diferença de cada um porque já vi muita gente questionando qual marca é melhor, se vale a pena investir em uma opção mais barata ou em algo mais elevado e acho que esse esclarecimento super válido.

Geral:

Os da Sigma são mais pesados, com o cabo mais gordinho se comparadas aos da Macrilan.



F80 (Sigma) x B-115 (Macrilan).

O F80 tem cerdas mais fechadinhas, mais firmes e de dois tipos quando comparado ao B-115 e isso foi um ponto positivo para mim; ele dá mais firmeza no polimento da pele.
Uma coisa que achei chata na versão nacional é que ele marca um pouco então tem que esfumar o produto ainda mais.

Se tivesse que escolher, escolheria o F80.


F84 (Sigma) x B-117 (Macrilan)

Comparado com o B-117, o gringo é mais gordinho, com mais cerdas e mais firme.Adoro ele para fazer contorno do rosto. O nacional não uso para base e sim para aplicar blush. O único ponto "negativo" é que ele absorve bem o produto (ou seja, chinelada na cara).
Não o uso para fazer a pele porque o acho muito mole.

Se tivesse que escolher, escolheria o F84.


F86 (Sigma) x B-116 (Macrilan).

Ambos são bem firmes. Uso o B-116 para aplicar corretivo abaixo dos olhos (em caso de orelheiras mais profundas) e em volta do nariz e boca. O F86 é ótimo também para aplicar corretivo porém de forma mais natural (olheiras mais leves), para aplicar iluminador e para fazer contorno.

Se tivesse que escolher, escolheria o B-116.


Preço: Macrilan (em média, R$15,00; podem ser adquiridos aqui) e Sigma (U$24,00; podem ser adquiridos aqui)

Achei bem legal a ideia da Macrilan criar kabukis porque foi a primeira marca nacional a criar pinceis do tipo (me corrijam se eu estiver errada, por favor) a um preço tão legal.
Cada um tem sua particularidades devem ser escolhidos de acordo com o produto que mais se usa, acabamento que deseja e obviamente, o quanto está disposta(o) a pagar.

Espero que tenham gostado!

Beijos




O Sucesso dos Brincos Pequenos

Cada estação do ano tem seu destaque. Nas últimas temporadas os maxi-brincos em geral dominaram as lojas, as passarelas de desfiles de moda e as nossas orelhas, não? No inverno a coisa muda!
As golas das jaquetas, os cachecóis e demais roupas de inverno que esquentam nosso pescoço dificultam o uso dos brincos grandes. E aí a gente encontra tendências que se adaptam a estação do ano, as nossas possibilidades e vontades de uso.


Algumas temporadas atrás a Dior lançou um brinco que está bombando. Originalmente feito com pérolas, o modelo "Mise en Dior" conquistou todas as famosas e fashionistas por aí. O modelo é super estiloso e ao mesmo tempo básico. Conta com duas "bolinhas", uma atrás da orelha e outra na frente. Ideal para o inverno quando nossos brincos precisam ser um pouco menores.


Lupita Nyong'o, Rihanna e Emma Watson

O melhor disso tudo: o modelo fez tanto sucesso que facilmente já encontramos o produto inspired em qualquer lugar. Shopping, e-commerce, centros comercais. Um pouquinho de atenção é necessária: Prestem atenção nisso na hora de fazer suas compras. Lembrem-se que vocês provavelmente estarão comprando bijuterias e não jóias, e nem ao menos peças banhadas! Como o brinco ainda é um "lançamento", muitas lojas colocaram preços absurdos e você não precisa gastar tanto para ter uma réplica.


Encontrei no Ali Express algumas lojas que vendem o produto numa média de três dólares. Olhem só: loja 1loja 2 e  loja 3. A Carol já tem os brincos dela, e logo menos pretendo comprar para mim também!
Preços como estes do Ali me lembram que dá para seguir tendências sem gastar muito, sem pagar absurdos. Que eu não mereço pagar tão caro por um produto que não é verdadeiro, só para os donos das lojas lucrarem. Enfim. Vocês gostam do brinco da Dior? Usariam?



Imagens: Dior e Pinterest

Resenha: Primer facial Koloss



Vou ser bem sincera: Primer não é algo que tenho costume de usar principalmente por não ter a pele tão oleosa (só o nariz, mas enfim); mas é um produto que acho interessante ter pelo menos um para uma hora de necessidade como alguma festa ou evento.
Tenho alguns e o primeiro que farei resenha é o da Koloss que já tenho há um tempinho.

O que diz a marca:

Pré-maquiagem – Desenvolvido para ser usado antes da maquiagem. Possui microesferas de disfarce óptico que suavizam linhas de expressão e poros abertos. Promove textura aveludada e auxilia na fixação da maquiagem fazendo com que a pele não fique oleosa. Rápida absorção.
Essa coisa de disfarce óptico me chamou bastante a atenção (mais que a função "principal" de fazer com que a maquiagem dure mais). No geral, não tenho poros muito abertos, apenas na região das maçãs. Não é algo gritante ao olhar, mas com um bom espelho de aumento ou câmera HD (tipo a minha) dá para perceber bem esse problema.


O produto é um creme branco não muito espesso e meio siliconado (e rende bem). Quando aplicado a pele meio que dá uma clareada nela (não se preocupe se tiver pele morena, ele não altera a cor da base e/ou pó). Ele possui um cheirinho gostoso.


A aplicação é como de qualquer outro primer facial: Limpe bem a pele, aplique hidratante e então o aplique. Eu aplico em movimento circulares delicados.

E por falar em aplicação, ela leva ao velho problema dos primers. Ele esfarela um pouco dependendo da base.
Testei com o BB Cream da L'Oreal aplicado com os dedos e minha pele ameaçou esfarelar. Não esfarelou efetivamente porque apliquei com os dedos e com muito cuidado. Não sei ao certo se com outro BB Cream ou base ele esfarele mas creio infelizmente que sim (ponto negativo).


Uma coisa que gostei é que ele realmente deixa a pele com uma textura muito boa; super lisinha. E sobre a função de esconder poros e linhas de expressão: Eu diria que ele cobriu us 80% dos meus (repetindo, tenho poucos então esperava um disfarce melhor) e sobre linhas, testei ele abaixo dos olhos, na área das olheiras (gente, tenho 22 anos, são tecnicamente as únicas "ruguinhas" que posso ter) e não vi lá muita diferença (sem falar que essa área esfarelou depois de algumas horas)

E sobre a duração da maquiagem: Não vi nenhuma melhora nem piora com ele. Foi algo neutro.


Composição:


Paguei cerca de R$30,00 nele (quem quiser, pode comprar aqui).

O primer da koloss deixa realmente a pele com uma textura aveludada mas não altera na duração da maquiagem, pode esfarelar dependendo da base ou bb cream e não disfarça poros muito abertos.

Resenha triste e sincera . Amei a textura que ele dá na pele, mas também é só isso.

Espero que tenham gostado!

Beijos




Um tempinho atrás a Paula do Petiscos fez uma matéria sobre problemas que a maioria dos primers tem com bases. Ela explica que primers com silicone na fórmula não se dão bem com certas bases (a questão do esfarelamento) porque a maioria delas é  formulada com água (em resumo, silicone com água não rola).
A dica é procurar um primer que não contenha silicone (que já é difícil) ou uma base que não contenha água (que é ainda mais difícil).

Estou caçando um primer que não tenha silicone na fórmula e se achar, conto já para vocês!

Leia a matéria completa aqui.

Resenha: Sombras Duo Vult


Depois que recebi um duo de sombras da Vult me apaixonei por ele e acabei comprando outros. Comprei as opções 04, 10 e 11. Ambas de sombras cintilantes (uma coisa meio "brilho molhado").


Há tantos duos mais coloridos como mais neutros (e escolhi esses por usar mais). A embalagem é pequininha ( ótima para carregar na bolsa), bem bonita e resistente. Contém 2,5 g de produto.


Elas são macias, super pigmentadas e bem brilhantes (um brilho de sombra ryca). Ah, e não possuem cheiro.


Vamos aos detalhes:

Duo 04: Composto por uma sombra ouro envelhecido e uma creme (não é nude, ok? Nude é mais rosado) ótima para fazer iluminado.
Duo 10: Sombra grafite "arroxeada" (usei ela aqui) e uma cinza bem clarinha.
Duo 11: Uma sombra é "tijolo" (marrom mega avermelhada) e uma dourado rosado.

Todas duram muito! Em dias mais quentes elas ficam mais clarinhas mas o brilho continua lá.

Tenho usado muito o duo 04 por ter um dourado muito bonito e bem "sério" (não é aquela sombra dourada carnaval); dá para usar tranquilamente no dia a dia.

Sombra dourada do duo 04 + sombra marrom opaca como base.

Composição:


Paguei cerca de R$8,00 em cada um.

Espero que tenham gostado!

Beijos




Seleção: Os melhores batons vermelhos

Uma coisa que gosto muito é batom vermelho, principalmente naquelas horas de pressa em que você o passa mais uma boa máscara e você já fica com uma cara mega apresentável (dá um super destaque, sabe?). 
E nos ultimamente andei quebrando preconceitos quanto a essa cor de batom: Várias vezes se vê e lê maquiadores (famoso e não famosos) sempre aconselharem meninas de pele morena/negra a não usar vermelhos abertos, apenas fechados e vinhos e querem saber de uma coisa? Muita besteira!
Comecei a perceber que peles mais escuram podem usar vermelhos vibrantes sim; fica um contraste super bonito. Então podem apostar no Ruby Woo sim!!


E selecionei meus preferidos:


Tenho a maioria (menos o lip crayon que testei de uma amiga e amei, mas quando fui comprar na loja não havia a cor, mas ainda assim meio que o inclui na lista porque o achei lindo). O 330 é um dupe do Ruby Woo da MAC e o Apple, do Red também da MAC. O Poder e a cor 7 da Natura são vermelhos bem abertões (tipo tomate mesmo) e o Carmim e o Vermelho Queimado (que aliás, é matte) são "vermelhos clássicos", ficam bem em qualquer ocasião.
E de todos, meu preferido é o 24 da Vult por ser um vermelho cereja (fechado mas que não chega a ser vinho), um tom único que sinceramente, nunca achei em nenhum outro batom nacional.

E como sempre falo: Batom vermelho ou escuro precisa estar com a pele bem feita então bora cobrir marquinhas e espinhas (principalmente inflamadas) e olho básico ou com delineador cai super bem com batons mais chamativos.

Espero que tenham gostado!

Beijos